RSS

Lançamento do FestPoa Literária

04 Abr

Meus momentos no FestPoa Literária
Rosane Scherer
Fotos: Rosane Scherer
Neste 31 de março, nos Jardins da Casa de Cultura Mario Quintana, aconteceu o lançamento da programação da 5º edição do FestPoa literáriaa que acontecerá de 18 a 28 de abril/12, em Porto Alegre/RS.
Equipe FestPoa Literária A frente do evento o idealizador Fernando Ramos do Jornal Vaia e sua equipe que estão de parabéns!
Jardim
O evento foi Poesia Pura: No Jardim de Lutzenberger … público chegando os poetas também… o espaço aberto entre o céu, o véu e a selva de pedra, de um lado visualizava-se a Igreja das Dores de fundo, como um cenário natural de esperança na fé cultural: Em sopro de Poesia!… Do outro um véu branco acinzentado que envolve espaços na reforma da Casa.
Jardim
Cortou-se o vácuo – o som. Entre ouvintes atentos, o primeiro bate papo onde “o verbo” rolou solto!! E não era para menos que isso, em se tratando de um encontro entre Tânia Rösing (Jornada de Literatura de Passo Fundo/RS), Sérgio Vaz (Cooperifa /SP) e Marcelino Freire (Balada Literária/SP) … Imaginem a profusão de palavras e ideias. Vi respiros e suspiros de admirações pela poesia, pelo verso, pela ocasião.
Ivo Bender
O grande Dramaturgo Ivo Bender, será homenageado nesta edição do evento.
Eu, me sentindo privilegiada de estar ali. Um luxo Cultural, gratuito. Aberto a todos os apreciadores da “Palavra”, que se tornaram versos também nas tatuagens descobertas…
... a palavra...

Nas palavras de Marcelino Freire (foto abaixo) falando do trabalho de Sergio Vaz em prol da Literatura nas Periferias de São Paulo com o Cooperifa, que já soma um batalhão de vozes, um coro, de multidões! … diz “… junte os Ministérios todos, que fica uma burocracia, disputa aqui, vai dali, vai daqui, é uma coisa do tramite, tá tramitando, tá tramitando e a gente Tem que Fazer. A gente Tem que Fazer! Ai a gente vai lá e faz… por teimosia.”
Marcelino

Sergio Vaz (foto abaixo), falou e soltou o verso com emoção: “… Queria ter vivido melhor, / Porém a mediocridade sempre me foi farta e generosa / Nos caminhos que escolhi para viver …/ … Queria ter lido mais livros, / Porém, analfabeto de ousadia, passei muitos anos / Enxergando pelos olhos adormecido de outras pessoas…”.
Sérgio Vaz

Tânia Rösing (foto abaixo) lembrou-nos bem sobre a falta de apoio à Cultura, que, incrivelmente, a Jornada de Literatura de Passo Fundo depois de dezenas de anos, ainda sofre com isso. “É um Ato de Teimosia mesmo”, diz. Pensei em uma frase que escrevi lá pelos anos 85/86, época em que a poesia tinha uma influência forte, principalmente no curso de filosofia que eu freqüentava: “Abaixo a Burocracia deste país. Vamos simplificar a honestidade”. Continuamos dizendo isso até hoje. E quanto mais burocrático, mais corrupto fica o sistema para quem quer simplificar a honestidade. (!!!)

Tânia Rösing

Surpresa, porém que ao anoitecer assume o posto três mulheres, três “gestações” da palavra, da literatura, da poesia, Marina, Martha e Maria. E o olhar de Marina surpreendeu a LUA, que dividida, em/ao meio, abriu com chave de ouro uma nova realidade em nossa capital e Estado.
lá no céu há uma lua... Marina e Maria A lua lá de fundo, Marina e Maria
A palavra é um abismo infinito de perspectivas… e como disse Friedrich Nietzsche “Quem luta com monstros deve velar por que, ao fazê-lo, não se transforme também em monstro. E se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti.”
Martha, Maria e Marina - ao fundo Igreja das Dores
Porto Alegre pode e deve apoiar mais os eventos de Literatura e outros. Nosso Estado também. Além da questão Educação & Cultura há ai a questão do Turismo Cultural e Trocas de Saberes. Já está mais que provado da importância dessas realizações. Sigo pensando: ARTE é LUZ! A luz que desperta os sonhos mais profundos dos realizadores, onde a luta pela dignidade e igualdade com relação à Cultura é inquietante, encontrando assim, diversas barreiras burocráticas, políticas, religiosas, financeiras, corruptas tentando impedir que a luta avance as fronteiras da ignorância!
Jardim lotado
Mas há uma soma de vozes gritando pela liberdade. Há algo tão simples e belo no ar. O jardim está lotado. Um silêncio que permite ouvir bem a palavra escrita, recitados pelos próprios autores. Uma obra prima! E isso não são elogios fantasiosos. Mas a reação instantânea de minha alma e minha lente fotográfica a registrar cada momento presente.
Maria Rezende
Maria Rezende fez o meio entre Marina e Martha. Diz um pouco de sua poesia: Audácia latente!

Martha Medeiros conserva um fluxo entre o meio termo e a descoberta. É o relato poético no cotidiano.
Marina Colasanti
Marina Colasanti, experiente menina, sorri serena… diz seus versos com a sabedoria do tempo e da vida literária …

Respiro fundo! Vejo troca de olhares, troca, de sorrisos, de abraços, beijos e sintonias. Tudo como uma grande orquestra tocando uma melodia bonita.
Bom Dia! Alegria. Sorria e faça uma poesia…
Viver um dia de cada vez e fazer deste dia uma vida, pensei… e continuo feliz a divulgar as fotos e a notícia… É bom fazer coisas simples e verdadeiras. Vai além… FestPoa Literária.
Eu e Marina
Eu e Marina

Abaixo um pouco da Poesia da Maria, Marina e Martha

Maria Rezende

O risco não é só um traço
É a distância entre um prédio e outro
A diferença entre o pulo e o salto

O risco é riqueza e asfalto a percorrer
Pode ser a pé
Pode ser voar
O risco é o bambo da corda solta no ar

Dentro dele cabe cálculo
Cabe medo e incerteza
Cabe impulso instinto plano

O risco é a pergunta te atacando ao meio-dia
É o preço do sonho pra virar realidade
É a voz das outras gentes testando a tua vontade

Aceitá-lo é saber que não existe
Estrada certa
Linha reta
Vida fácil pela frente

Mas que asa
Asa
Asa
Só ganha quem planta no escuro do braço
Essa semente de poder voar

Marina Colasanti

Sexta-feira à noite
os homens acariciam o clitóris das esposas
com dedos molhados de saliva.
O mesmo gesto com que todos os dias
contam dinheiro papéis documentos
e folheiam nas revistas
a vida dos seus ídolos.

Sexta-feira à noite
os homens penetram suas esposas
com tédio e pênis.
O mesmo tédio com que todos os dias
enfiam o carro na garagem
o dedo no nariz
e metem a mão no bolso
para coçar o saco.

Sexta-feira à noite
os homens ressonam de borco
enquanto as mulheres no escuro
encaram seu destino
e sonham com o príncipe encantado.

Martha Medeiros

Pequeno grande amor
que gerou toda sorte de reflexão
se fosse apenas um pequeno amor
passaria longe do meu epicentro
se fosse um grandíssimo amor
estaria tudo ao meu redor devastado
mas foi um pequeno grande amor
daqueles que têm tamanhos para todos os lados
e só podem ser medidos por dentro.

A programação completa do evento no http://festipoaliteraria.com
Alegria. Faça uma poesia....

Cenas do lançamento da programação do FestPoa Literária

Advertisements
 

Etiquetas: , , , , ,

One response to “Lançamento do FestPoa Literária

  1. CLARICE MÜLLER

    Abril 4, 2012 at 2:11 pm

    Obrigada pelas imagens e pelo apoio que estão dando à FestiPoa. É graças ao estímulo como esse do Fala Brasil Cultura que a FestiPoa prossegue, ativa e altaneira 😉
    Grande abraço.

    Gostar

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s