RSS

Prêmio Açorianos de Música será entregue dia 9 de maio no Theatro São Pedro

05 Maio

Importante Prêmio e evento cultural em Porto Alegre
Diversos artistas participantes da ABRAMUS, nossa parceira cultural estão indicados ao Prêmio Açorianos de Música.

Prêmios Açorianos de Música serão entregues dia 9
A entrega dos Prêmios Açorianos de Música acontece dia 9 de maio, quarta-feira, a partir das 20h30 no Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, s/nº), com entrada franca e aberta ao público, limitada à capacidade física do local. A direção do espetáculo será de Alexandre Derlam e o apresentador será o ator Leonardo Machado. Em sua 21ª edição, o maior prêmio fonográfico do Rio Grande do Sul é realizado pela Coordenação de Música da Secretaria da Cultura de Porto Alegre e homenageia os destaques da produção de 2011.

A noite terá um tributo musical à cantora Elis Regina, em razão dos 30 anos de sua morte. Também o Conjunto Farroupilha será homenageado pelo conjunto de sua obra. Os 60 anos de carreira do flautista Plauto Cruz; os 50 anos de carreira do cantor e compositor Luiz Carlos Borges recebem menções especiais, assim como o professor Luiz Osvaldo Leite, por sua representatividade histórica musical. A noite vai reverenciar também os 30 anos do programa de TV “Galpão Crioulo” e os 25 anos de carreira da Banda Apocalypse.

A mostra competitiva do Açorianos de Música compreende oito categorias, sendo que a de melhor disco, é dividida em gêneros erudito, instrumental, regional, pop e MPB. Em cada melhor disco nesses cinco gêneros são premiados também compositor, intérprete e instrumentista. Há premiação ainda para os melhores DVDs, espetáculo, disco infantil, arranjador, produtor musical, projeto gráfico e artista revelação. Os prêmios são escolhidos por um corpo de jurados formado por jornalistas, músicos e especialistas. Abaixo, a lista de indicados dessa 21ª edição do prêmio.

INDICAÇÕES:

CATEGORIA DVD

– “25 Anos”, de Joca Martins
– “Bootleg European Tour 2008”, de Fernando Noronha & Black Soul
– “Bloco na Rua”, de Papas da Língua
– “The 25th Anniversary” Box Set, de Apocalypse
– “Vou Fazer Acontecer”, de Grupo Zueira

CATEGORIA ESPETÁCULO

– “# Buenas_2”, de Buenas e M’espalho
– “Goodnight Kiss”, de Delicatessen
– “O Lado Brilhante da Lua”, por Tonho Crocco
– “Paisagens”, de Vocal Mandrialis
– “Tãn Tãngo”, de Hique Gomez

CATEGORIA DISCO INFANTIL

– “Canções do Livro das Crianças Perdidas”, de Cláudio Levitan
– “Lili e a Alimentação Saudável”, de Vários Artistas
– “O Velho dos Cabelos de Mola”, de Rodrigo Prates e Zuando Som
– “Par ou Ímpar”, de Kleiton & Kledir

CATEGORIA ARRANJADOR

– Angelo Primon e Richard Serraria, por “Pampa Esquema Novo”, de Richard Serraria
– Delicatessen, por “Goodnight Kiss”
– João Marcos Negrinho Martins, por “25 Anos”, de Joca Martins
– Juliano Cortuah, por ‘Bloco na Rua”, de Papas da Língua
– Toneco da Costa, por “De Viva Voz”, de Jerônimo Jardim

CATEGORIA PRODUTOR MUSICAL

– Angelo Primon e Richard Serraria, por “Pampa Esquema Novo”, de Richard Serraria
– Beto Callage e Carlos Badia, por “Goodnight Kiss”, de Delicatessen
– Juliano Cortuah, por “Bloco na Rua”, de Papas da Língua
– MoMo King, por “O Lado Brilhante da Lua”, de Tonho Crocco
– Paul Ralphes e Dadi, por “Fôlego”, de Filipe Catto

CATEGORIA PROJETO GRÁFICO

– Felipe Meq Oliveira e Diego Gerlach, por “Acústico Sucateiro”, de Apanhador Só
– Editora Imprensa Livre, por “Léguas de Milongas”, de Airton Pimentel
– Visual Comunicação e Design, por “Cena de Campo”, de Jairo Lambari Fernandes
– Gustavo Demarchi, por “The 25th Anniversary Box Set”, de Apocalypse
– Filipe Catto e Geysa Adnet, por “Fôlego”, de Filipe Catto

CATEGORIA REVELAÇÃO

– Bella Stone, por “Avulsas”, de Cláudio Levitan
– Killy Freitas, por “D’Alma”
– Samba Grego, por “Samba Grego”
– Sinuca de Bico, por “Tá Todo Mundo Errado, Menos Eu”
– Wannabe Jalva por, “Welcome to Jalva”

HOMENAGEADO DO ANO

– Conjunto Farroupilha, pelo conjunto da obra

MENÇÕES ESPECIAIS

– Banda Apocalypse – 25 anos
– Galpão Crioulo – 30 anos
– Luiz Carlos Borges – 50 anos de carreira
– Luiz Osvaldo Leite – Representatividade histórica musical
– Plauto Cruz – 60 anos de carreira

INDICADOS NA CATEGORIA DISCO

(Gênero Regional)

Compositor

– Airton Pimentel, por “Léguas de Milongas”
– Ewerton Ferreira, por “Restos de Silêncio”
– Jairo Lambari Fernandes, por “Cena de Campo”
– Lisando Amaral, por “Canto Ancestral”
– Mauro Moraes, por “Num Bolicho da Linha Melódica”

Intérprete

– Joca Martins, por “25 Anos”
– Marco Aurélio Vasconcellos, por “Já Se Vieram!”, de Marco Aurélio Vasconcellos e Martim César Gonçalves
– Pirisca Grecco, por “Clube da Esquila”
– Porca Véia, por “Do Mesmo Jeito”
– Walther Morais, por “Chamarrona de Campanha”

Instrumentista

– Luciano Maia, por “Talareando”
– Lucio Yanel, por “Folclore Argentino”
– Marcello Caminha, por “Riograndenses”, de César Oliveira e Rogério Melo
– Negrinho Martins, por “25 Anos”, de Joca Martins
– Valdir Verona, por “Uma Viola Ao Sul”

Disco

– “# Buenas_2”, de Buenas e M’espalho
– “100% Gaúcho”, de Tchê Barbaridade
– “25 Anos”, de Joca Martins
– “Folclore Argentino”, de Lucio Yanel
– “Riograndenses”, de César Oliveira e Rogério Melo

(Gênero Pop)

Compositor

– Alexandre Kumpinski, por “Acústico Sucateiro”, de Apanhador Só
– Divox, por “Eu Vs Eu”
– Léo Henkin, por “Bloco na Rua”, de Papas da Língua
– Pedro Metz, por “Canções de Guerra”, de Pública
– Tonho Crocco, por “O Lado Brilhante da Lua”

Intérprete

– Alexandre Kumpinski, por “Acústico Sucateiro”, de Apanhador Só
– Ana Krüger, por “Goodnight Kiss”, de Delicatessen
– Fabrício Beck, por “Parece Que Foi Ontem”, de Vera Loca
– Thedy Corrêa, por “Contos de Água e Fogo”
– Tonho Crocco, por “O Lado Brilhante da Lua”

Instrumentista

– Carlos Badia, por “Goodnight Kiss”, de Delicatessen
– Felipe Zancanaro, por “Acústico Sucateiro”, de Apanhador Só
– Gambona, por “Bourbon Blues”, de Gambona e Ale Ravanello
– Luciano Leães, por “Caminhando”, de Luciano Alves
– Solon Fishbone, por “Fish Tones”

Disco

– “Haunted”, de Ale Ravanello
– “O Lado Brilhante da Lua”, de Tonho Crocco
– “Parece Que Foi Ontem”, de Vera Loca
– “Une Fille Pop”, de Emmanuel Tugny & The Lady Guaiba’s Swing Band
– “Welcome to Jalva”, de Wannabe Jalva

(Gênero MPB)

Compositor

– Diego Silveira, por “Tá Todo Mundo Errado, Menos Eu”, de Sinuca de Bico
– Filipe Catto, por “Fôlego”
– Jerônimo Jardim, por “De Viva Voz”
– Mário Falcão, por “Amador”
– Richard Serraria, por “Pampa Esquema Novo”

Intérprete

– Adriana Sperandir, por “Outono dos Sentidos”, de Sperandires
– Filipe Catto, por “Fôlego”
– Jerônimo Jardim, por “De Viva Voz”
– Mário Falcão, por “Amador”
– Sinuca de Bico, por “Tá Todo Mundo Errado, Menos Eu”

Instrumentista

– Leonardo Boff, por “Tá Todo Mundo Errado, Menos Eu”, de Sinuca de Bico
– Mário Tressoldi, por “Quem Somos Nós”, de Grupo Chão de Areia
– Maurício Nader, por “Tá Todo Mundo Errado, Menos Eu”, de Sinuca de Bico
– Mimo Ferreira, por “Pampa Esquema Novo”, de Richard Serraria
– Silvio Marques, por “Avulsas”, de Cláudio Levitan

Disco

– “Amador”, de Mário Falcão
– “De Viva Voz”, de Jerônimo Jardim
– “Fôlego”, de Filipe Catto
– “Pampa Esquema Novo”, de Richard Serraria
– “Tá Todo Mundo Errado, Menos Eu”, de Sinuca de Bico

(Gênero Instrumental)

Compositor

– Gilberto Oliveira, por “Cordas Prá Que Te Quero”
– Guenther Andreas, por “Cravina”
– Killy Freitas, por “D’Alma”
– Paulinho Supekovia, por “Imagens”
– Rodrigo Nassif, por “O Pulo do Gato”

Instrumentista

– Adolfo Almeida Jr, por “Música Pra Ouvir Sentado”, de Arthur de Faria e Seu Conjunto
– Guenther Andreas, por “Cravina”
– Marcello Caminha, por “Natal em Cordas”
– Paulinho Supekovia, por “Imagens”
– Rodrigo Nassif, por “O Pulo do Gato”

Disco

– “260”, de Tiago de Moura
– “Cordas Prá Que Te Quero”, de Gilberto Oliveira
– “Cravina”, de Guenther Andreas
– “Imagens”, de Paulinho Supekovia
– “O Pulo do Gato”, de Rodrigo Nassif

(Gênero Erudito)

Compositor

– Arthur Barbosa, por “Concerto Incidental”
– Vagner Cunha, por “Mahavidyas”

Intérprete

– Arthur Barbosa, por “Concerto Incidental”
– Fernando Cordella, por “Cravos, de Frescobaldi a Mozart”
– Orquestra de Câmara da Ulbra, por “Concerto Incidental”, de Arthur Barbosa
– Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, por “Mahavidyas”, de Vagner Cunha

Instrumentista

– Cristina Capparelli e Ney Fialkow, por “Mahavidyas”, de Vagner Cunha
– Daniel Wolff, por “Concierto del Plata”, de Daniel Wolff, Duo Dearmas, Sergio Cabrera
– Leonardo Winter, por “Mahavidyas”

Disco

– “Concerto Incidental”, de Arthur Barbosa
– “Concierto del Plata”, de Daniel Wolff, Duo Dearmas, Sergio Cabrera
– “Cravos, de Frescobaldi a Mozart”, de Fernando Cordella
– “Mahavidyas”, de Vagner Cunha

Link no site da Sec da Cultura de PoA:
http://www2.portoalegre.rs.gov.br/smc/default.php?p_secao=67

Marcelo Oliveira da Silva
Coordenador de Comunicação
Secretaria Municipal da Cultura
Av. Independência, 453
90035-075 Porto Alegre
+55 (51) 3289.8020

Anúncios
 

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: