RSS

As Mulheres em Mim, de Nelson Diniz

As Mulheres em Mim. A exposição de Nelson Diniz estreia dia 29/01/2016 (sexta) no Espaço do Instituto Kreatori – Laranjeiras / Rio de Janeiro/RJ –https://www.facebook.com/institutokreatori/

Nelson-Diniz-777x437 (1).jpg

Comemorando 30 anos de carreira o ator e diretor gaúcho Nelson Diniz, lançou em 2015 a exposição fotográfica “As Mulheres em Mim”

Com produção de Liane Venturella, a mostra conta com selfies em preto e branco clicadas com um tablet. O processo de produção das fotos levou 18 meses, surgindo por acaso quando Nelson testava a câmera do equipamento eletrônico mirando o próprio corpo:

” – Meu olhar deslizou para um detalhe e descobri surpreso o que poderia ser parte de um corpo feminino em mim. E o “acaso” aconteceu. E o modesto exercício de se auto fotografar passou imediatamente à pesquisa e busca de todas as supostas mulheres que poderia trazer em meu corpo. A brincadeira tomou fôlego. Virei um contorcionista. A cada instante mais mulheres surgiam com seus corpos, seus pelos, suas particularidades e detalhes – contou o artista.”

Falsamente obscenas, as imagens chocam em primeiro momento, até assimilarmos que na verdade é alguma parte do corpo masculino – do próprio Nelson – simulando o íntimo feminino, como sugere o título auto explicativo.

Após expor em Porto Alegre, agora é a vez do Rio de Janeiro.

As Mulheres em Mim, estreia dia 29/01/2016 (sexta) no Espaço do Instituto Kreatori – Laranjeiras / Rio de Janeiro/RJ –https://www.facebook.com/institutokreatori/

12472252_213861225623178_2946516563048303459_n.jpg

Fotos: Divulgação/ Arq. Artista

Anúncios
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Janeiro 26, 2016 em Uncategorized

 

J.A. Figueiredo em “Bastidores Jurídicos”

J-A-Figueiredo 1.jpg

  J.A. Figueiredo

 

“Figueiredo” nos brinda com esta obra incomum, “Bastidores Jurídicos”, que no juridiquês do próprio autor, significa episódios expúrios, acontecimentos radicais e extremistas que acontecem por trás das cortinas do serviço público. E, que por isso mesmo, o nosso querido idealista procurador do município de Porto Alegre, registrou muito da sua história como servidor e crítico mordaz das entrelinhas escrituradas pelos adaptocráticos da coisa pública, os (trenzinhos das alegrias…) que J.A. Figueiredo combateu com democracía e valores éticos acima de tudo.  Vale ler…  seu objeto de trabalho documentado.

 

Zé Augustho Marques

Poeta e Crítico de Artes

Jan. 2016

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Janeiro 25, 2016 em Uncategorized

 

Fala Brasil! “ReMemorando” A Feira do Livro de POA – 1996

Contando boas Memórias, por Rosane Scherer

No ano de 1996, há 19 anos passados, encontrei pessoalmente o meu amigo Zé Augustho Marques – Zé Poesia. O Fala Brasil! Circulava há um ano apenas, e foi na 42ª Feira do Livro, que nossa parceria cultural se “materializou”. Já havia publicado algumas poesias no Jornal FB, que Zé Augustho me enviava pelo correio, não havíamos falado pessoalmente (na época meu telefone era um Pit PAGER – lembram?)… Enquanto eu distribuía jornal Fala Brasil! No “Bar dos Encontros” da Feira, Zé me recebeu com um sorriso e bom humor, sentado, em uma das mesas seus livros. Foi uma troca poética imediata. Ele lançou nesta Feira a segunda edição do seu Livro “Trottoir de poesias” (Ed. Alcance). Eu, lancei o meu 4ª livro de poesia “A Alma do Sentir”.

Pesquisando nossos arquivos (estamos trabalhando nisso), Zé encontrou na semana passada e lembramos por aqui, através da Revista da Feira, que colei nas imagens abaixo, um pouco da Feira de 1996. Lya Luft foi a Patronesse.

Lançando livro e/ou com atividades na Feira, outros tantos autores conhecidos como: Affonso Romano de Sant’Anna (que a partir de 2005 começou a colaborar com o Fala Brasil! mensalmente); Luis Antônio de Assis Brasil, Juremir Machado da Silva, Margarete Moraes, Carlos Jorge Appel, Paulo Flávio Ledur, Carlos Heitor Cony, Carlos Urbim, Maria Donorah, Dilan Camargo (Patrono atual – 61ª Feira do Livro de POA), Armindo Trevisan, Ziraldo, Inácio de Loyola Brandão, José Clemente Pozenato, Moacyr Scliar, Luís Augusto Fischer, Charles Kiefer, Alcy Cheuiche, Sérgio Faraco, Tabajaras Ruas, Tânia Carvalhal, Alice Ruiz, Nélida Piñon, Jane Tutikian, Tânia Faillace, Lélia Almeida, Walter Galvani, Daniel Piza, José Castello, Eduardo Bueno, Ricardo Silvestrin, Waly Salomão, Divaldo Pereira Franco, Paulo Becker, Plínio Marcos e Sábato Magaldi, Décio Freitas, Inês Rosenthal, Ayres Cerutti e Juska Filho, Demosthenes Gonzalez, Carlos Nejar, Nelson Fachinelli, Nina Tubino, Fé Emma, Auri Antônio Sudati, entre tantos…Muitas atividades de música, teatro, dança e manifestações, além da Exposição sobre a Vida de Garcia Lorca… A Feira do Livro e suas tantas transformações e ações.

Citando uma homenagem que Manuel Bandeira fez ao poeta Mario Quintana:

Meu Quintana, os teus cantares
Não são, Quintana, cantares:
São, Quintana, quintanares.
Quinta-essência de cantares…
Insólitos, singulares…
Cantares? Não! Quintanares!

A cada momento que estamos “revivendo” e organizando nossos arquivos dos 20 Anos do Fala Brasil! Surgem Histórias & Memórias que fazem parte de tudo o que vivemos e somos hoje. No sentido TODO. Andamos 20 anos juntos, em trajetória escrita e fotografada. E no sentido de somar culturalmente, vamos aos poucos dividindo com o TODO que estiveram, estão e estarão em caminhos coletivos, com arte … caminhos, esses, que conta a história e a memória dos artistas e da Cultura em Porto Alegre.

… E por isso tudo, eu não sei de nada. Preciso da Palavra!     

montagem 5 - menor

 
1 Comentário

Publicado por em Novembro 1, 2015 em Uncategorized

 

Um Livrão de Memórias – Fala Brasil! 20 Anos 100% Cultura

Um Livrão de Memórias – Fala Brasil! 20 Anos 100% Cultura

Aos amigos e leitores,

Estamos trabalhando nossos arquivos de 20 Anos de Cultura.

Para nós, felizes, motivo de esperança e agradecimentos, além de muito Amor por todos os lados.

Como é bom estar Feliz com parte de uma “missão” cumprida…

Recebi a semana passada nossa primeira encadernação dos exemplares do Fala Brasil!

20 Anos: 156 edições de todos os jeitos, formas e cores …

A Arte de forma simples e bela, com a melhor essência divulgada dela.

E em plena “sinfonia”, abaixo algumas fotos com o “Livrão de Memórias”

Em breve outras encadernações que serão doadas a algumas Instituições Culturais.

Seguimos nas mídias sociais e por aí mais…

Fotos: Pedro Mazzan em uma tarde no FB…

Rosane Scherer e Zé Augustho Marques

Saltitantes de Alegria… Projeto criado em 1992 – começando edição impressa do jornal em 1995 encerrando um ciclo em 2015 – 20 anos…

Fala Brasil Ft Pedro Mazzan3664 para blog

a Fala Brasil Ft Pedro Mazzan3619 para blog

Fala Brasil Ft Pedro Mazzan3617 blog

Fala Brasil Ft Pedro Mazzan3636 para blog_editado-2

Fala Brasil Ft Pedro Mazzan3637 para blog_editado-4

Fala Brasil Ft Pedro Mazzan3653 para blog

 
2 Comentários

Publicado por em Outubro 25, 2015 em Uncategorized

 

Clube da MPB lança novo projeto‏

 Clube da MPB lança novo projeto que promove diálogos entre compositores brasileiros

 Clube da MPB - Fabio Zambom web

A primeira edição de “Compositores, encontros e diálogos” apresenta Orestes Dornelles dialogando com a obra de Tom Jobim

A proposta deste novo projeto do Clube da MPB é mostrar a obra de artistas do Rio Grande do Sul em encontros com compositores (ou sua obra) de diversos locais do Brasil. A ideia é divulgar nossa produção musical e mostrar sua qualidade através de diálogos entre as obras e/ou autores, onde o compositor local estará sempre presente e o autor de outros estados poderá ou não participar pessoalmente. Aqui, a afinidade entre as composições é o principal elemento que guia a escolha dos participantes. Outro dos objetivos do projeto é homenagear grandes compositores que deixaram um legado musical significativo. Nesse piloto do projeto, dia 09 de agosto, no Café Fon-Fon, Orestes Dornelles interage com a obra de grande maestro Tom Jobim.  

O banda do Clube da MPB para esta noite especial será composta por Giordanno Barbieri ao piano, Maíra Baumgarten na voz, Orestes Dornelles voz e violão, e a participação especialíssima da cantora Marisa Rotenberg. Fazem parte do programa, entre outras, as composições “Meditação” (Tom Jobim), “Corcovado” (Tom Jobim), “Âmbar” (Orestes Dornelles), “Ziriguipop” (Orestes Dornelles), “Regra 10” (Orestes Dornelles), “Insensatez” (Tom Jobim), “Chega de Saudade” (Tom Jobim), “Estrada do Sol” (Tom Jobim), “Chovendo na Roseira” (Tom Jobim), “Águas de Março” (Tom Jobim), “Falando de Amor” (Tom Jobim), “Sonhador” (Orestes Dornelles), “Amaré” (Orestes Dornelles), “Sabiá” (Tom Jobim).

Serviço

Compositores, encontros e diálogos – Orestes Dornelles dialoga com a obra de Tom Jobim

Dia 09 de agosto, domingo, às 20h

Café Fon Fon – Rua Vieira de Castro, 22. Redenção. Porto Alegre.

Fones: (51) 9308.0285 e 9372.7362

Ingresso: R$ 30,00 e R$ 15,00 (estudantes e idosos)

Produção: Maíra Baumgarten

Realização: Clube da MPB

Foto: Fabio Zambom

Informações para a imprensa:

bebê baumgarten / bd divulgação
(51) 3028.4201 e 8111.8703
bebebaumgarten@terra.com.br

 

Bate Papo com Rosane Scherer na REUNIÃO FUNDAÇÃO DO PARTENON LITERÁRIO

a b Fala Brasil Ft partenon literário 1104 a Fala Brasil Ft  Zé Augustho Marques 1048 a Fala Brasil Ft rosane scherer1013

Aconteceu na quinta dia 18 de junho 2015, 19h um Bate Papo com Rosane Scherer na
REUNIÃO FUNDAÇÃO DO PARTENON LITERÁRIO
Local: Memorial do RS – Praça da Alfândega – Centro Histórico, Porto Alegre
Na PROGRAMAÇÃO:
– O Repórter da história, com Leandro Gonçalves;
– Bate-papo com o artista: Rosane Scherer, diretora do Jornal Fala Brasil;
– Declamação de poesias por sócios da entidade;
– Execução do Hino oficial do Partenon Literário.
ENTRADA FRANCA
APOIO: Memorial do RS – SEDAC – Governo do Estado do Rio Grande do Sul – Jornal Partenon em foco

Não perca em julho: Comemoração dos 170 anos da poetisa Amalia Figueiroa
Coordenação: Benedito Saldanha

 
1 Comentário

Publicado por em Junho 22, 2015 em Uncategorized

 

Excêntrica Arca lança seu primeiro disco no Teatro Renascença

Excêntrica Arca - Foto: Samanta Loureiro

Excêntrica Arca – Foto: Samanta Loureiro

Excêntrica Arca lança seu primeiro disco no Teatro Renascença

Banda gaúcha mostra as canções do disco “A Excêntrica Arca dos Camaleões Bardos” no dia 16 de junho, às 20h

Ainda comemorando o sucesso da primeira apresentação, no Bar Ocidente, a Excêntrica Arca está de volta com os lançamentos de seu primeiro disco, desta vez em uma sala de teatro. O show será dia 16 de junho, às 20h, no Teatro Renascença (Centro Municipal de Cultura). No primeiro show estiveram presentes muitos músicos da cena local, entre eles,Leandro Sá e Vivi Peçaibes, da Bidê ou Balde; Ricardo Biscoito, da Tarcisio Meira´s band); Alexandre Marques, da Subtropicais, Bira, da  Zumbira e os Palmares e Elojac, além, é claro, do numeroso público que prestigiou a primeira apresentação.

Mais que uma banda de rock, a irreverente A Excêntrica Arcadá vazão à criatividade e mescla música, performances teatrais e bom humor em shows que tem como fio condutor uma lenda criada por seus músicos, onde o desapego, a amizade, a imaginação e a musicalidade são valorizados. As influências são diversas e fazem parte do imaginário da cidade e também dos artistas que integram a “Arca”, todos com bastante experiência e atuantes no cenário da música do RS. Em 2015, o grupo está apresentando muito som e fantasia nos shows de lançamento de seu primeiro álbum.

Tudo começou quando Régis Cardoso, compositor e tecladista, resolveu revirar seu baú de composições. Convidou outros parceiros de longa data, reuniu a galera em ensaios e posteriormente em gravações que resultaram nesse primeiro disco, intitulado “A Excêntrica Arca dos Camaleões Bardos”. Esse processo foi longo, estruturado, planejado, mas sempre emocional, verdadeiro. A ideia era botar o “bloco na rua” apenas quando estivessem prontos e devidamente imbuídos do espírito mágico que criaram em torno da banda.

Bandas conhecidas no cenário musical sulista em gerações anteriores como O Badulaque, Cálculo Renal, Universo Colorido, Subtropicais, Zumbira e os Palmares, entre outras que abusaram da psicodelia setentista em seus trabalhos, abrigaram alguns dos músicos da Excêntrica Arca e também, na qualidade de bandas irmãs, foram inspiração. Rock progressivo, world music, pop oitentista, psicodelia, tudo entra no caldeirão musical que eles denominam “rock camaleônico”. “É música para pegar a estrada, ouvir em alto e bom som, libertar a alma e decolar num voo livre emocional”, afirma Régis Cardoso, criador do grupo. Além das composições próprias, serão apresentadas durante o show, releituras de Secos e Molhados e Hooodoo Gurus. O show também terá participação de artistas da cena local e performances interativas de personagens mascarados que saem da Arca.

Com figurinos coloridos, máscaras e adereços, os integrantes da Excêntrica Arca apresentam-se como personagens camaleônicos, numa alusão não só às influências musicais, mas também às mudanças e adaptações necessárias para se alcançar a felicidade. Régis Cardoso (Camaleão Pirata), Robson Camargo Serafini (Camaleão Xeique), André Luis Fernandes Luciano (Camaleão Rastafari), César Moraes (Camaleão Mandrake), Thais Werutsky (Rapte-me Camaleoa), e Rolando Borges de Alencar (Camaleão Comanche) têm muitas influências na hora de compor, entre elas, Charlie Garcia, Fito Paez, Guilherme Arantes, Jorge Benjor, The Cult, Talking Heads, La Renga. Daí a mescla de elementos de vários estilos e ritmos presentes no trabalho da banda, que enfatiza bastante as variações de timbres de teclados e riffs melódicos da guitarra. Já as letras remetem ao ideário viajante/estradeiro e à filosofia yogin, com incursões também nos campos do amor e cotidiano.

Em poucas oportunidades, o grupo já pode ver que sua performance atrai os mais diversos olhares. A fim de divulgar um de seus shows, no final de 2014, fizeram um percurso, devidamente caracterizados, no Parque da Redenção, surpreendendo o público que lá estava. O show propriamente dito, apresentado na Sala Álvaro Moreyra ainda em 2014, para mostrar algumas das composições que integram o primeiro álbum, também foi um sucesso. Quem viu garante que nem sentiu a duração de 1h45min do espetáculo. É esperar pra ver o que tem dentro desta “excêntrica arca”.

Sobre os músicos:

Compositor, vocalista e tecladista, Régis Cardoso integrou as bandas Solamente Barbitúricos, Cálculo Renal e O Badulaque. Participou de inúmeros projetos em homenagem a Raul Seixas e Secos e Molhados. Curte esportes de natureza e traz estas vivências para suas composições. Robson Camargo Serafini é professor de música, arranjador, guitarrista, tecladista. Participou dos PoETs, Tribuvudú e dos Renascentes. Baterista e produtor musical, André Luis Fernandes Luciano integra a banda Fruet e os Cozinheiros, premiada muitas vezes no Açorianos de Música. Participou de outras bandas como No Rest, Subtropicais, Zumbira e os Palmares. César “Ratão” Moraes vem de uma família de músicos e tocou com artistas como Gélson Oliveira, Alex Alano (participou do disco Redondas, último do compositor) e Andréa Cavalheiro. Baixista, foi indicado diversas vezes a premiações importantes no Estado. As bandas Sex Machine e Garotos da Rua – com a qual gravou algumas faixas do disco “Boneco de Mola” – e a cantora Flora Almeida contaram com a voz de Thais Werutsky em diversas ocasiões. Pra fechar o time está Rolando Borges de Alencar, violonista, percussionista e vocalista, também integrante da “ancestral “O Badulaque”.

Links:

https://www.facebook.com/excentricaarca

https://www.youtube.com/results?search_query=exentricaarca

https://soundcloud.com/search?q=Exc%C3%AAntrica%20Arca

Serviço:

Show de lançamento do álbum “A Excêntrica Arca dos Camaleões Bardos”

Dia 16 de junho (terça), às 20h no Teatro Renascença (Erico Verissimo, 307)

Ingressos:

R$ 30,00 na hora e R$ 20,00 antecipados nas lojas Glow, Beatnik e Facebrick Instrumentos Musicais

Glow: Rua Senhor dos Passos 164/166, Centro; Rua Dr. Florêncio Ygartua 105, Moinhos de Vento

Beatnik: Praia de Belas Shopping, loja 3072, 3º piso;  Shopping Total, Pavimento Gonçalo 2186

Facebrick Instrumentos Musicais: Rua dos Andradas 835, Centro Histórico

Descontos previstos na Lei

Informações para a imprensa:
Bebê Baumgarten/ Ana Karla Severo/ BD Divulgação
(51) 3028.4201/ 8111.8703/ 9550.3297
http://www.bddivulgacao.com.br

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Junho 4, 2015 em Uncategorized